Ensine finanças às crianças com essas atividades

Quanto mais cedo a educação financeira começar, melhor será a relação com o dinheiro na vida adulta

Você consegue se lembrar dos seus pais te ensinando sobre finanças quando era criança? É possível que tenha uma lembrança ou outra sobre poupar. Contudo, o fato é que a educação financeira é primordial para que as crianças cresçam e virem adultos conscientes e com uma relação saudável com o dinheiro.

Os pais desempenham um papel de primeiros orientadores sobre o assunto. Assim que as crianças começam a terem a noção de como funciona o dinheiro, os pais já podem ir realizando atividades, repassando ensinamentos e mostrando aos pequenos como evitar o endividamento, poupar e fazer o dinheiro render.

Aprendendo na prática

É possível, no dia a dia mesmo, ensinar às crianças sobre planejamento financeiro. Confira algumas atividades simples de se realizar:

  • “Quanto vai dar?”: as crianças podem se divertir bastante em uma ida ao mercado, por exemplo. A ideia é propor um jogo simples, elas devem adivinhar quanto vai dar a compra a partir dos produtos que vocês vão colocando no carrinho, mas sem ver a etiqueta de preço. Cada um fará sua aposta, quem chegar mais próximo, ganha um prêmio, que pode ser um dos itens das compras. O objetivo dessa brincadeira é apresentar o valor de cada item e as variações de preço. Além disso, se a brincadeira for realizada mensalmente, eles terão noção de como funciona a inflação, afinal, os preços aumentam ou diminuem com frequência.
  • Deixe-os pagarem: na hora que a conta chega, dê o dinheiro para as crianças contarem e efetuar o pagamento. Assim, eles criam proximidade com as notas e moedas e ainda estimulam a capacidade de contar, tanto na hora de entregar o dinheiro, quanto na hora de receber o troco.
  • Peça a ajuda deles no planejamento financeiro: na hora de fazer a lista de ganhos x gastos, inclua as crianças na listagem. Durante o processo, explique quanto entra de dinheiro e o que é prioridade de pagar. É dessa forma que eles descobrem o propósito do dinheiro e entendem, por exemplo, que às vezes não podem ter tudo que desejam, afinal, não está dentro do orçamento estabelecido pela família.
  • Dê dinheiro: além de deixá-las pagar as contas do dia a dia, elas também precisam lidar com o próprio dinheiro. Você pode propor um esquema de ganhos a partir de bom comportamento ou ajuda nas tarefas domésticas, para valorizarem o trabalho. Além disso, elas podem guardar o próprio dinheiro para comprar algo que desejam ou até criar um mini planejamento financeiro.
     
  • Mesada pré-paga: uma maneira de dar o dinheiro é por meio do cartão pré-pago. É um modo deles aprenderem que o dinheiro é limitado. Além disso, podem ter contato com o dinheiro digital, tanto utilizado pelos adultos atualmente. 

A educação financeira ensina as crianças a terem uma boa relação com o dinheiro, manejando de maneira correta e criando um futuro financeiro mais confortável e saudável. Siga as dicas e ensine os pequenos a importância de um bom planejamento. 

Tags: finanças planejamentofinanceiro

Veja mais