Pagar à vista ou parcelar?

Aprenda a reconhecer qual a melhor opção de pagamento em cada situação

Selecionar a forma mais adequada de negociar as compras é pura matemática financeira. Ao escolher produtos e serviços, nos deparamos sempre com a dúvida entre parcelar ou pagar à vista. A situação gera mais confusão quando o vendedor usa o velho clichê do parcelamento para convencer um comprador: ‘’dividimos sem juros”.

Entretanto, será mesmo que vale a pena parcelar as compras? Hoje vamos explicar tudo para você.

Dentro dos conceitos de saúde financeira, independentemente de estar livre de juros no parcelamento ou não, qualquer endividamento deve ser considerado dentro do planejamento da fatura mensal. O cartão de crédito é uma boa opção para compras mais caras, no entanto, o valor do pagamento deve ser pré-estipulado ou seu valor no fim do mês pode tornar-se o maior responsável do seu descontrole financeiro. Estabeleça um valor fixo para sua fatura e parcele apenas o que manterá a meta sob controle.

É claro que é possível realizar boas compras no parcelamento, entretanto, uma boa inteligência financeira remete considerar se esta é a melhor opção. Veja um exemplo básico e muito recorrente nas promoções à vista em relação ao parcelamento:

Primeira opção: Compra à vista

Você pretende realizar uma compra de R$ 12.000,00 e o vendedor oferece duas opções:

Compra à vista com 10% de desconto ou

Parcelas sem juros em 12x de R$ 1000,00

Segunda opção: Parcelamento

Aqui, o bem já não custa R$12.000,00, uma vez que, fica óbvio entender que ele é anunciado neste valor para resguarda-lo do valor embutido no parcelamento:

Seu preço é R$ 10.800...

Em 12 parcelas custará R$ 12.000,00 com juros embutidos de 1,66% ao mês.

Esta argumentação leva ao seguinte pensamento: é possível investir e poupar R$ 10.800,00 para a compra ou não? Se a resposta for “não”, a pressa é sobre o impulso na compra ou sua real necessidade, já que há desprendimento de dinheiro a mais do que realmente precisa ser com a opção do parcelamento?

O consumidor consciente procura sempre por alternativas. Maximizar o poder de compra é um preceito do planejamento financeiro. Portanto, leve sempre em consideração quanto a mais você pode gastar, optando pelo que parece a opção mais fácil. Além disso, previna-se de despesas exageradas no crédito: especifique quanto ele pode custar por mês.

Tags: à vista orçamento parcelar

Veja mais