Página Minha Vida Financeira: BC organiza serviço de consulta de valores esquecidos

Sistema, no entanto, passa por grande instabilidade

O Banco Central (BC) criou um novo serviço digital para ajudar brasileiros a encontrarem quantias que têm a receber e não sabem.

Segundo dados da autarquia, aproximadamente R$ 8 bilhões pertencentes à população ainda estão sob a posse de instituições financeiras e precisam ser devolvidos a pessoas físicas e jurídicas.

Contudo, o excesso de acessos prejudicou o serviço.

Para que usuários pudessem conferir se havia quantias para receber, bastava acessar o site do BC, na área “Valores a Receber”, opção “Registrato”. Entretanto, passando por alta instabilidade, a página de pesquisa passava a maior parte do dia fora do ar, devido à enorme quantidade de acessos.

Na terça-feira, 25 de janeiro, a página foi, inclusive, retirada do ar propositalmente pelo BC, após alegação de que a alta demanda estava gerando muita instabilidade no site:

"O lançamento do Sistema Valores a Receber (SVR) gerou demanda de acessos muito acima da esperada, o que provocou instabilidade em sua página e também nos sites do BC, do Registrato e Minha Vida Financeira. Para estabilizar esses sites, o BC suspendeu temporariamente o acesso ao SVR", informou o Banco Central por meio de nota.

Até o momento da suspensão, aproximadamente 79 mil brasileiros conseguiram acesso ao sistema e emitiram 8,5 mil solicitações de devolução às instituições financeiras do país, com o valor estimado de R$ 900 mil em restituições que devem ser efetivadas em até 12 dias úteis, via Pix.

Os valores reiterados são provenientes de:

  • Contas-correntes ou poupança encerradas com saldo disponível;
  • Tarifas, parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o Banco Central;
  • Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito; e
  •  Recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Há previsão de restituição do serviço nos próximos dias.

Tags: consulta de valores Minha Vida Financeira